A INVEJA

A inveja é representada pela serpente verde

Amigos,

há muito queria falar sobre a inveja. É um tema delicado e difícil de abordar, mas, se deixarmos a hipocrisia de lado reconheceremos que nosso ser carnal peca por muitos motivos e entre tantos, está o pecado da inveja.Quando se trata de uma “inveja” que nos faz procurar a trilha de um caminho que nos leve a ter as mesmas oportunidades que desejamos do nosso semelhante, dizemos que é uma “inveja saudável”, porque nos faz crescer, sem desejar o mal de outrem, sem odiar, sem maldizer…
Entretanto, há a inveja que mata! Não mata a quem é dirigida e sim quem a possui, pois mina seu espírito, sua vida, seu trabalho, seus amigos, seus amores e, finalmente, mina a si próprio, tomando todo seu corpo.

Ninguém está livre desse sentimento, mas creio que podemos nos policiar para afasta-lo, procurando: ser humilde o bastante para reconhecer o valor de uma outra pessoa e o suficiente para aceitar que nem sempre se pode ganhar;

ser inteligente para tentar aprender com quem é melhor, numa determinada área;

ser despido de vaidade para saber elogiar;

ser bondoso e condescendente para dar a mão e ajudar a quem nos odeia e tece sua teia de intrigas, por pura inveja.

Elen de Moraes

18

A INVEJA

Sebastião Ayres 

É o pecado de Caim,
Que assassinou o justo Abel;
E do irmão do “Filho Pródigo”
Que teve invídia cruel.
Por pura inveja, o demônio
Envolveu-se em pandemônio
Quando a Deus foi infiel.

Inveja é sentir tristeza,
Desgosto, insatisfação
Por justo sucesso de outrem,
Felicidade do irmão;
É ficar contrariado,
Contrafeito, revoltado,
Perante a alheia ascensão.
É pretender, cobiçar,
Atributos ou riquezas
De quem são seus detentores
Por mérito, sem ardilezas;
É querer prosperidade,
Sem trabalho e honestidade,
Movido por espertezas.

Disputas, competições
São normais e naturais;
Recursos de emulações
São saudáveis, se leais.
Que vençam os mais bem dotados
Treinados, capacitados,
Com aptidões pessoais.

Toda inveja é inconfessável,
Sórdida e degenerada;
Pérfida, vil e maldosa,
Desprezível e depravada.
Acarreta ódio e ciúme,
Disfarça, não vem a lume,
Está sempre mascarada.

Alegra-se com a desgraça
Que ao próximo sobrevém;
Apraz-lhe a adversidade
Que recaia sobre alguém.
Assaca murmurações,
Calúnias, detratações
Contra quem já se deu bem.

Ela deforma o caráter
Pela avidez, ambição;
Conspurca a pureza d’alma
E corrompe o coração.
Conduz ao roubo e à cobiça,
Atenta contra a justiça
Degenera em corrupção.

A inveja é como uma praga,
Uma peste, uma desgraça;
Corrói o espírito humano
Com a sofreguidão da traça;
Como agulhão nos tortura,
Abrasa, qual queimadura,
Á vida é grave ameaça.

Bons antídotos da inveja
São o amor, a caridade;
Benevolência, modéstia,
A justiça e a humildade.
Ela é vício capital,
Maldito, primordial,
Princípio de iniqüidade.

Evitemos a soberba,
Toda avareza e cobiça;
Cólera, o ódio, a vil inveja,
Luxúria, gula e preguiça.
Destes vícios principais
Surgem todos os demais,
Que negam o amor e a justiça.

 18

 

A INVEJA

Nita Ferreira

A inveja é um veneno tão letal
É ronha, fingindo de passarinho
O ruim passarão de ar jovial
Com esfarrapado e sujo pergaminho
No mar em que navega o bom letrado
Faz-se à pesca mas o pobre coitado
Em lugar de peixe de qualidade
Só consegue alforreca e sujidade

Onde a inveja prolifera e estrilha
Se nesse caminho com ela esbarro
Logo ao chão vai o deus de pés de barro

Nele não há o espírito da partilha
Pois de cabeça incapaz e pobre
Só a mesquinhez e a inveja escorre

 18
DONA INVEJA
Nita Ferreira

Sem que nada o preveja
De crista a espaventar
Surge, roxa, a dona inveja
Muito inchada a opinar
Pensa ter grande mestria
E de postura altaneira
Obra de doutrem,insistia
Sua excelência é a obreira

Da sua boca a linguagem
Só expira fria maldade
Ferrugenta e sem linhagem
Fruto da incapacidade

_Escute lá, ó dona inveja
Busque alguma inteligência
Pois nem disfarçar deseja
A sua maledicência?

Olhe bem quem tem razão
Disfarçar nem isso faz
Inveja e mesquinhez são
Atributos do incapaz

 18
O BAILARINO

HerLânder Lobão

Fusa aqui, fusa acolá
Anda só ao Deus dará
Numa louca correria
A inveja até é crente
Que pensa e que é gente
Com contornos de histeria
Agarra-se a todo o lado
Sempre à cata de recado
Serviçal de bom tamanho
Para um bando de imbecis
Que só metem o nariz
Onde possa advir ganho

E a inveja coitadita
Não é que ainda acredita
Neste constante virar
Que a casaca já usada
Já de tanto remendada
Não vai um dia rasgar

Como a lapa e o mexilhão
Pega-se só na confusão
Com sorriso de matreira

E eu como sou educado
Só rio de triste fado
E não lhe digo uma asneira

 18
POEMA À INVEJA

HerLânder Lobão

A inveja é uma aberração
Que chia com o cantar da gente
Pena é não ter noção
Do quanto é…incompetente
E não é que a aberração
Pensando que é cigarra
Vai chiando em algazarra
No meio da confusão

Tem a arte de se esconder
De invisível parecer
Prefere o mal, inveja o bem

Tal arte é seu triste fado
Ela chega a todo o lado
Mas…não faz sombra a ninguém

18
O autor é Promotor de Justiça do Estado do Amazonas, Membro da Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas

A inveja, segundo Aurélio, “é o desgosto ou pesar pelo bem ou felicidade de outrem. O desejo violento de possuir o bem alheio”. A inveja, como eu a entendo, é a falta de poesia. A inveja é não admirar Fernando Pessoa, Garcia Lorca, Mário Quintana ou Cecília Meireles. É ver a vida passar sem sentido, como as Tristezas de um quarto minguante de Augusto dos Anjos, ou não conhecer a sensação de ser gauche àquele que não leu Carlos. A inveja é, no vislumbrar de Francis Bacon, a paixão inquieta e acossadora que obriga a caminhar pelas ruas e não permite que fiquemos em casa. A inveja é a dolorosa busca de algo que nunca chegará. É assistir ao progresso alheio corroendo-se por dentro. É ficar, ao final, acorrentado à própria maldade, remoendo-se das úlceras adquiridas no decorrer da desprezível vida.

O odioso sentimento está presente nos seres humanos, constituindo-se na principal causa dos fracassos de quem o possui. O invejoso está sempre preocupado com o semelhante que ascende no emprego, ganha melhor salário, possui um melhor carro ou casa… ou, simplesmente, uma família saudável. É uma espécie de ostracismo que tenta eclipsar os bons espíritos. Vã tentativa…

A inveja é a paixão mais miserável e abjeta. O invejoso é o doente terminal lutando contra a inevitável morte. Apesar da obstinação dessa paixão humana, ela falece na escuridão e corrói o coração de quem a transporta. Ela maltrata seu possuidor, machuca, mata! É destruidora e fatal. A descrição da inveja feita por Ovídio é conclusiva: “A inveja habita no fundo de um vale, onde jamais se vê o sol. Nenhum vento o atravessa; ali reinam a tristeza e o frio, jamais se acende o fogo, há sempre trevas espessas(…). Assiste com despeito aos sucessos dos homens e este espetáculo a corrói; ao dilacerar os outros, ela se dilacera a si mesma, e este é o seu suplício”.

A inveja é a coirmã da maldade e do ódio. É trágica, é a mãe da maledicência e representa todo instrumento de não-realização pessoal. Para ser um pouco virtuoso (anote-se, um pouco), tem-se que suportar alguns ônus. A inveja é um desses ônus.

Os destemidos ignaros e invejosos falam e falam, desprezam a razão, pleiteiam vencer aos berros (e não raro às avessas do direito), e não aceitam a história. Napoleão dizia ser a inveja a declaração tácita da inferioridade. O invejoso nunca perdoa o mérito.

A melhor resposta ao invejoso é a prova de eqüidade nas ações e de senso, de integridade, de decência e honestidade na conduta. Vencidos, os homens são acorrentados à sua maldade. O repugnante sentimento torna-se um contrapeso à nossa negligência, à medida que nos vingamos utilmente daqueles, afligindo-os com o nosso próprio aperfeiçoamento moral. Os invejosos são-nos, dessa forma, úteis.

A maioria das vantagens de uns sobre outros é inevitável. Ninguém tem a mesma oportunidade mental, pois todos nós nascemos mais ou menos inteligentes, mais ou menos neuróticos, mas ninguém vai compartilhar as mesmas oportunidades históricas e sociais.

Nada adianta. Ao final, vence a humildade e a sabedoria, e o riso solitário dos medíocres cala-se para fazer ecoar a virtude e a verdade.

18
A INVEJA MATA

Pr. Nemias Ferreira Pinto

 Muitas vezes ficamos assustados e perplexos com insinuações que batem em nosso coração com relação ao nosso próximo e, por que não dizer, até em relação aos nossos irmãos de fé. Todos nós queremos a honra, a glória e o poder, embora declaremos na oração do “Pai nosso” que tudo isso deve ser para Deus. Ninguém está isento de não ser tocado por sentimentos de inveja, ciúme, ira, ódio, mágoa, etc. Não existe uma vacina capaz de nos proteger dessas coisas tão ruins e maléficas. A questão é como reagimos diante dessas tentações, quando elas nos assaltam. Devemos rejeitá-las prontamente, pois, são malignas e, em conseqüência, empecilhos para o fluir em Deus, fluir no corpo de Cristo (a igreja), e nos relacionamentos em geral.

Quero fazer uma abordagem a respeito da inveja, esse sentimento terrível que tem se instalado no coração de muita gente, causando males enormes.

Na Bíblia, em Provérbios 27:4 lemos: “Cruel é o furor e impetuosa a ira, mas quem pode parar na presença da inveja?”. O furor e a ira são momentâneos, passageiros. Às vezes diante de uma circunstância difícil ou se de alguma forma somos contrariados, ficamos irados e a reação pode ser de ofender, magoar e entristecer a pessoa envolvida naquela questão. Entretanto, passado aquele momento, refletimos, pedimos desculpas ou perdão, e a coisa fica resolvida.

A inveja, porém, uma vez instalada no coração de alguém, vai se processando e leva a pessoa à insensatez e ao ridículo. Todo mundo percebe, pelas suas palavras, atitudes e reações, que ela está com inveja, somente ela não percebe.

Também em Provérbios 14:30 lemos que “a inveja é a podridão dos ossos”. Ela mata a alegria de viver, pois o invejoso se sente profundamente infeliz e deprimido ao constatar que alguém é ou tem mais e muito melhor do que ele. Que coisa horrível!

Inveja é resultado do egoísmo. Vejamos algumas características de um invejoso:

• Não suporta ver o outro avançar, crescer, conquistar e prosperar. Acha que ele, somente ele e mais ninguém, é merecedor dessas bênçãos. Os outros que se danem!

• Não suporta ouvir alguém ser elogiado. Sempre vai dizer: “mas…”, “não é bem assim…”, “porque você não conhece bem…”. Ninguém tem mérito algum. Ele deve ser o alvo de todos os elogios que se fizerem.

• Normalmente é irritadiço, crítico, maldoso, insensível, sem escrúpulos, mal-humorado.

Inveja é um mal tão terrível, que pode causar verdadeiras tragédias. Na Bíblia Sagrada temos o relato do primeiro assassinato. Caim, movido por inveja, eliminou seu irmão Abel (Gênesis, 4:1-10). José, um dos doze filhos de Jacó, foi vendido ao Egito pelos próprios irmãos, sendo que o plano inicial era o seu assassinato. Escapou por pouco. Saul, rei de Israel, tentou de todas as maneiras matar a Davi, seu futuro sucessor (I Samuel 23: 14-18). Acredite, tudo por inveja! Nos nossos dias não tem sido diferente. Muitos têm perdido a vida, vítimas da inveja.

A Palavra de Deus nos ensina que o verdadeiro amor não inveja (I Coríntios 13) e que devemos considerar os outros superiores a nós mesmos (Filipenses 2:3-4). Jesus nos desafia a amar o nosso próximo como a nós mesmos (Mateus 22:39). Obedecer aos princípios estabelecidos por Deus, resulta em grandes bênçãos para nossas vidas. Você já percebeu como é muito fácil chorar com os que choram? Todavia, como é difícil se alegrar com os que se alegram!

Devemos nos alegrar com as vitórias e conquistas do nosso irmão, do nosso próximo, como se fôssemos nós os contemplados. Há espaço para todos. Lute, trabalhe, dependa do Senhor em todos os seus caminhos, coloque Jesus no centro de sua vida, e você experimentará a abundância de Suas bênçãos. Diga não à inveja! Você também é capaz, conquiste e seja feliz! 

4 Respostas to “A INVEJA”

  1. Serena Says:

    Boa noite Elen de Moraes!
    Foi com enorme prazer que recebi sua carinhosa visita
    ao meu blog dedicado a imortal Cecília Meireles.
    Agradeço as palavras de incentivos.
    Seu space é lindo!
    Suas poesias são encantadoras!
    Parabéns pela sensibilidade e pelo dom!
    Que Deus derrame uma chuva de bênçãos sobre vc e sua família!
    Abraço amigo,
    Serena

  2.                                                         @ Olá!! Amigo…
                                                           @@ Estou passando p/
                                                          @@@
                                                         @@@@ lhe desejar um:
                                                        @@@@@ Bom Dia e um:
                                                       @@@@@@ ótimo FdS em clima de
                                                      @@@@@@@        Natal!!!
                                                     @@@@@@@@ Fique com Deus!!!
                                                  @@@@@@@@@@ Um grande Bju:
                                                              IIIII                             FABY!!!
                                                              IIIII

    Se a vida for uma lágrima, chore…Se a vida for um sorriso, sorria…Se for uma guerra, lute…Se for uma luta, vença…Mas se for uma lembrança…Lembre-se que sempre passareipor aki….Mais vale um verdadeiro amigo virtual, do que um amigo que não conhece o verdadeiro sentido da palavra amizade 

  3. António Says:

     
    Minha querida amiga! Fico feliz por teres ido ao meu space que na verdade é  um espaço onde descrevo as nossas vivencias.
    Teu Space é sempre um lago onde as águas nos matam a sede de beleza e cultura.
     
    A inveja é um pecado;
    Torna o homem perigoso…
    Tira Deus do nosso lado,
    todo e qualquer invejoso.
     
    Este tema é actual sempre minha amiga… Os simples produzem, os invejosos desdenham…
    Li com atenção e fiquei ciente que muito do que penso está de acordo com o que aqui foi dito.
    Aproveito para te desejar um FELIZ NATAL COM MUITO AMOR.
    António Zumaia  

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: