AO SABOR DO VENTO – CRÔNICAS DA 1ª QUINZENA DE FEV DE 2007

 
 

CARNAVAL, SAMBA E BIKINIS

 

Há uns meses falava com um amigo da Califórnia que me contava sobre uma festa que havia ido com a família e lá presenciara algumas brasileiras dançando samba, de bikinis, num lugar que na opinião de muitas pessoas presentes não pedia aqueles trajes e por isso faziam comentários negativos sobre o grupo. Concordei, em parte, porque talvez aquele lugar, realmente, não fosse local apropriado para mulheres sensuais exibirem seus corpos, libertando nas mentes masculinas desejos nem tão secretos assim e aproveitei a oportunidade para tentar explicar-lhe o por quê dos trajes sumários, entretanto se elas lá estavam, certamente, foram convidadas. 

Do mesmo modo que um grupo folclórico de qualquer País tem sua roupa apropriada para se apresentar em público, o traje para sambar é esse, normalmente, salvo quando há desfile de fantasias ou quando se trata de informais apresentações. E não se deve esquecer que o samba é o ritmo do nosso carnaval e que o mesmo se dá aqui em pleno verão, num calor geralmente acima de 32 graus e não teria sentido que as pessoas se escondessem debaixo de muitos panos, pois necessário se faz que o corpo esteja livre para mostrar a graça e toda leveza dos movimentos. 

Fico muito triste quando leio nos noticiários e ouço pessoas se referirem às mulheres brasileiras de modo pejorativo, por usarem roupas sumárias num show de samba ou nas praias, porém quem conhece nossa gente de perto, quem aqui já esteve, sabe que seu uso só se dá nos desfiles carnavalescos e nas praias mesmo e que, no dia a dia, nos vestimos como as gentes normais do mundo todo, levando em consideração o clima e nem sempre as nossas jovens só andam de mini saia. Para terem idéia, no Brasil só é permitido o topless se a praia for de nudismo ou num local reservado para essa prática, senão é considerado atentado ao pudor e a polícia intervém. Claro está que em qualquer lugar do mundo que se vá, há os exageros, mas isso é outra história. 

E por falar em samba e roupas sumárias, dentro de alguns dias começa aqui no Rio o maior carnaval da terra e quem nunca o viu de perto, convido que venha conhecer e presenciar a alegria da nossa gente, pois que é genuína, nada forçada somente para distrair os turistas. Não! Quem gosta de verdade do carnaval e dele participa, quer brincando nas ruas, nos clubes ou nos desfiles das Escolas de Samba, o faz por amor e paixão! Bem verdade que é esperado pela festa em si e pelas divisas que traz para nosso país. 

Um pouco da sua história: 

O carnaval foi chamado de Entrudo, palavra que vem do latim Introitu e significa entrada, pois a comemoração começava na entrada (início) da Quaresma. Tradicionalmente, acontece no sábado, domingo, segunda e terça-feira anteriores aos quarentas dias que vão da quarta-feira de cinzas ao domingo de Páscoa. 

Foi trazido para o Brasil pelos portugueses dos Açores, da Ilha da Madeira e Cabo Verde, com a brincadeira de loucas correrias, mela-mela de farinha, água com limão, por volta de 1750. Mais tarde, por influência francesa, as serpentinas foram introduzidas nas brincadeiras e por influência espanhola, os confetes. A festa era animada com canções portuguesas como as quadrilhas. Depois, vieram a polca e os ritmos do carnaval italiano. Só em 1870 é que surgiu uma música tipicamente brasileira, o maxixe, e a primeira canção carnavalesca do país: “E viva Zé Pereira”. Só depois veio o samba, que resultou de diversos ritmos, como o lundu, umbigada, batuque, dança de roda, chula, maxixe, batucada e partido alto, entre outros e tem origem africana, pela vinda dos escravos e pelo “semba” um tipo de dança de roda praticada em Luanda (Angola) e em várias regiões do Brasil, principalmente na Bahia. Do centro de um círculo e ao som de palmas, coro e objetos de percussão, o dançarino, em requebros e volteios, dava uma umbigada num outro companheiro a fim de convidá-lo a dançar, sendo substituído então por quem levava a umbigada. O Samba como hoje é conhecido, depois de todas as suas modificações, surgiu no princípio do século XX, no Rio de Janeiro. 

O carnaval, conhecida festa profana, que faz parte da nossa cultura, valiosa herança dos portugueses e o samba, ritmo que identifica o Brasil e que é o ritmo do nosso carnaval, em quase todo território brasileiro, herança africana, nos dão muito orgulho, entretanto, gostaria que o nosso povo fosse reconhecido por todos os seus merecimentos e não somente pelo carnaval, pelo futebol e pelas belas mulheres nas praias e seus atributos físicos. 

Pesquisa: site “Ao chiado brasileiro”
Foto: acervo da Riotur
Elendemoraes_rj@globo.com 

SEM FALTAR AO RESPEITO 

Quando chega o Tribuna às minhas mãos, leio sempre as diversas colunas dos outros colaboradores. Desta vez chamou-me à atenção as remadas da Sra. Maria Carvalhal e embora não a conheça, quero expressar o meu contentamento pela coragem e pela maneira sucinta como abordou o assunto. Se bem que certas cantigas, agora em voga, na minha opinião, são feitas mais com um intuito cómico e de maldizer, do que propriamente aviltante, não deixam de forma alguma de serem, por vezes, autênticos insultos machistas contra a feminilidade da mulher. Por toda a vida a mulher tem sido sempre colocada em segundo plano e vista como um ser impuro e inferior. Basta ler certas passagens do livro dos Levitas e poderão ver que o que eu digo é a pura verdade. Não! Não! O meu intuito não é de forma alguma criticar, mas, outrossim, mostrar que tenho uma cabeça para pensar por mim. Tenho as minhas dúvidas que Deus tenha criado o homem primeiro e que lhe tenha tirado uma costela para fazer a mulher. 

Será que Deus não criou
Eva primeiro que Adão
E o homem depois alterou
A história da criação? 

Se bem que em muitos países grandes revoluções foram começadas por mulheres que, pela sua bravura e inteligência, deixaram e deixariam inveja a muitos homens, noutros porém, continuam a ser tratadas como propriedade do marido e sem direito algum de se manifestarem. 

Há 50 anos que o grito francês “Liberté, égalité, sexualité” saiu de Paris e deu a volta ao mundo. No entanto, nem na liberdade, nem na igualdade e na sexualidade muito menos, tem a mulher conseguido alcançar a posição do homem. Se um homem conquista meia dúzia de mulheres fica logo a ser conhecido por um Dom Juan, mas, se por acaso, uma mulher conquista dois homens passa logo a ser uma meretriz. 

Ainda há culturas em que o homem pode ter mais do que uma mulher, mas não conheço nenhuma em que a mulher possa ter mais do que um marido. 

A vida já nos traz dissabores bastantes e temos que desopila-los de uma forma ou de outra. Podemos nos divertir, rir e cantar, sem de forma alguma sermos puritanos ou deveras conservadores. Sou apologista da liberdade e da igualdade, mas sem faltar ao respeito. 

 
 

  

 

 

 

Ao sabor do vento

 

Elen de Moraes

 

Em mar agitado, os meus sentimentos
Navegam dispersos, em desatino.
Ensimesmada nos meus pensamentos,
Busco solução para o meu destino.

Um cais seguro para meus tormentos,
Que me dê paz, sem me tirar o tino
E que me defenda dos fortes ventos,
Da solidão em que vivo e abomino.  

No vai e vem, ao sabor das marés
Sigo caminhos e sempre ao revés,
Para meu grande desapontamento.  

Quando enfim retornar a calmaria,
Navegará para mim nesse dia,
O meu grande amor, ao sabor do vento.    

 

2 Respostas to “AO SABOR DO VENTO – CRÔNICAS DA 1ª QUINZENA DE FEV DE 2007”

  1. Jacqueline Says:

    Olá Pessoa Linda!!
     
    Estamos passando p/agradecer sua sempre agradável visita, que nos dx muito feliz!
    Vc ta sabendo da campanha que rola nos spaces? Pois é, nos engajamos tb!
    Foi a Grande Imprensa quem criou e muitos blogueiros já aderiram, pois visa lutarmos contra as invasões e perseguições que acontecem aqui nos spaces., que já nos tirou do convívio muitos amigos queridos!
    O nome da campanha é: “Se me atacar vou te beija…. na BOCA!!!”
    Bem sugestivo né? rss…..
    Venha saber mais em nosso blog e entre nessa vc tb!!
     
    "A glória da amizade não é a mão estendida, nem o sorriso carinhoso, nem mesmo a delicia da companhia. É a inspiração espiritual, que vem quando você descobre que alguém acredita e confia em você".
     
    E um maravilhoso dia__*bjo*____*bjo*___*bjo*_____*bjo*bjo*bjo*______*bjo*bjo*bjo*___ __*bjo*___*bjo*____*bjo*____*bjo*_____*bjo*____*bjo*_____*bjo*___ __*bjo*__*bjo*_____*bjo*___*bjo*________*bjo*__*bjo*_______*bjo*_ __*bjo*_*bjo*______*bjo*____*bjo*_____________*bjo*_____________ __*bjo*bjoh*_______*bjo*________*bjo*bjo*________*bjo*bjo*______ __*bjo*_*bjo*______*bjo*____________*bjo*______________*bjo*____ __*bjo*__*bjo*_____*bjo*___*bjo*_____*bjo*__*bjo*_______*bjo*____ __*bjo*___*bjo*____*bjo*____*bjo*____*bjo*____*bjo*____*bjo*_____ __*bjo*____*bjo*___*bjo*______*bjo*bjo*_________*bjo*bjo
    ♥                ♥           ♥       ♥           ♥♥                ♥         ♥Luz & Esperança
           ♥           ♥                ♥           ♥

  2. Unknown Says:

    Wow Gold Wow EU Gold Wow US Gold WOW GOLD World Of Warcraft Gold World Of Warcraft Eve isk Eve online isk Guild Wars Gold Guild Wars Money GW GOLD Maplestory Runescape gold RF Online RF Online Dalant Tales of pirates wow gold Runescape RF online blog MMo blog Internet game guide wow gold Dofus EVE Online EverQuest II Final Fantasy XI Gaia Online Guild Wars Lineage II (US) MapleStory (US) RF online Scions Of Fate SilkRoad Star Wars Galaxies Tales Of Pirates The Lord Of The Rings Online (EU) The Lord Of The Rings Online (US) World of Warcraft (EU) World of Warcraft (US) Game forums Gaming 2Moons Age of Conan Anarchy Online ArchLord Cabal City of Hero City of Villains Dofus Dungeons&Dragons Online Eve Online EverQuest EverQuest II Final Fantasy XI Gaia online Guild Wars Knight online Lineage II Lord of the Rings Online Maple Story RF Online Runescape Scions of Fate shaiya Star Wars Galaxies World of Warcraft

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: