NATAL – renascer do nada

 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
NATAL – Renascer do nada…
 
 

Amanhece dezembro e minha casa está silenciosa como nos últimos anos tem estado este mês. E meu único filho, já adulto, me pergunta sobre o que foi feito das nossas belas árvores iluminadas, dos presépios, do terraço com aquelas pequenas luzes piscando, dos nossos passeios pelos centros comerciais, quando saíamos para comprar presentes ou só para participarmos da alegria das festas de final do ano.

Não pensei muito para lhe responder que a vida mudou, que ele cresceu, que algumas pessoas “partiram”, que os netos ainda não chegaram e que o Natal hoje, para nós dois, se transformou no que é: “a data em que se comemora o aniversário de Jesus Cristo”. E ele insistiu, querendo saber se porque a nossa vida sofreu algumas transformações, isso nos obriga a ter um Natal triste; que ele precisa, de novo, da minha alegria e a da sua infância, de me ver sorrindo pelos cantos, enfeitando a casa, para que sinta vontade de passar essa noite em família e não na casa dos amigos ou da namorada.

Compreendi o que ele queria dizer e, como fazíamos quando eu ainda era uma jovem mãe e ele uma criança feliz, que trazia no olhar a pureza da meninice, ficamos ali relembrando os natais passados, prometendo-nos aceitar as mudanças da vida, mas nos esforçarmos para resgatar os bons momentos. Foram festas maravilhosas! Tempos em que os avós, tios, primos e alguns amigos vinham partilhar aquelas noites conosco.

Quando a família era menor, trocávamos presentes, porém, à medida que mais pessoas vieram juntar-se a nós, aderimos à brincadeira do “amigo secreto”. Cada qual dava um só presente e recebia um. Assim, todos ficavam felizes por não terem ficado esquecidos e por não gastarem muito. E eram momentos únicos, quando tentávamos adivinhar quem seria o nosso amigo, daquela vez, porque o amigo revelado na noite de Natal, receberia uma atenção especial do seu amigo oculto, durante todo o ano. Os brinquedos das crianças eram à parte, entretanto, elas participavam, também, das nossas brincadeiras.

Quando o papai Noel aparecia com os presentes, era o ápice da festa. Todos os anos alguém se vestia assim, enfrentando o calor do nosso verão. Ainda escuto, no silêncio da minha casa, os gritinhos de alegria da criançada subindo e descendo as escadas, ao ouvirem os sinos que o Papai Noel tocava, anunciando sua chegada.

Gostávamos de inovar para evitar o tédio das coisas repetitivas e teve um ano que ficou decidido que ao invés da tradicional ceia, faríamos um churrasco. As carnes preparadas e temperadas, a churrasqueira acesa e lá pelas 19 horas os convidados começaram a chegar, trazendo com eles uma visita tão inesperada quanto não bem-vinda: uma tempestade de verão que inundou a cidade e o nosso terraço, que não é coberto. E o churrasco não pode acontecer, mas, de qualquer modo, se queríamos uma ceia diferente, a tivemos: só doces, sorvetes e frutas em grande quantidade. A carne foi congelada.

Certa vez, meu sogro não estava bem de saúde e decidimos que não haveria festa naquele ano. Quando ele soube, proibiu-nos a tristeza antecipada e disse que queria que tudo fosse como sempre foi. Atendemos seu pedido. Na noite de Natal ele participou do amigo oculto por telefone, riu, brincou e disse-nos que até se esqueceu das dores. Quando todos se retiraram para suas casas, fomos levar o vídeo para ele ver e o neto para abraçá-lo. Ele ainda participou de muitas outras festas natalinas conosco.

Houve um Natal, que tinha tudo para ser muito triste, entretanto a alegria que senti me era desconhecida, até então. Era minha alma que cantava enquanto meu coração sangrava… Talvez tenha sido o único Natal em que senti, deveras, a presença de Jesus Cristo, durante a Sua festa. Meu irmão estava hospitalizado, já desenganado pela medicina e eu quis passar aquela noite a seu lado. Se é que se pode amar mais um irmão do que aos outros, digo que aquele era como um filho para mim, tal era o amor que sentia por ele, por ser bondoso, paciente e generoso.  Preparando-me para ir ao hospital, naquela noite de 24 de dezembro, pensava em como os moradores das ruas, os desabrigados, estavam se sentindo mais órfãos, pois meu irmão que há vários natais vinha cumprindo uma promessa de distribuir comida para essas pessoas, tanto que só chegava atrasado em nossa casa, para a ceia, porque ficava conversando e alimentando os abandonados pela sorte, nunca mais estaria com eles. Sai de casa meio desesperada e, dirigindo meu carro, ao atravessar as ruas já desertas, constatei, entre lágrimas, que essas pessoas não estariam abandonadas, pois algumas pessoas estavam fazendo o mesmo que o meu irmão fez durante anos..

Chegando ao hospital, tive outra grata surpresa: as enfermeiras do andar onde ficava o meu irmão, tinham preparado uma bela ceia e tiveram a contribuição de alguns acompanhantes dos doentes. O diretor do hospital autografou um livro onde contava a historia da Clinica e o presenteou a cada paciente. Ali, confraternizando com médicos e todas aquelas pessoas obrigadas a trabalhar numa noite de natal e com os que se encontravam doentes, senti um aperto no coração, ao lembrar que por toda a vida, eu só tinha pensando no bem estar e na alegria da minha família, sem imaginar que nessa noite tantas pessoas precisam de carinho e de alguém que fique a seu lado e lhes segurem as mãos… Foi uma noite de paz, quando me senti verdadeiramente útil!

O tempo passou. As crianças cresceram. Cada qual tomou seu rumo. Alguns entes queridos partiram, novas famílias se formaram e os natais aqui, se tornaram silenciosos…

Neste momento, estou me prometendo sair, comprar uma árvore, mesmo pequena, enfeitá-la com muitas luzes, para que iluminem a minha nova esperança de voltar a ter um natal mais alegre, mesmo que não seja nos moldes dos de outrora, mas que faça feliz quem estiver ao meu lado, nessa noite, pois, afinal, foi para isso que Jesus Cristo Nasceu, para que tivéssemos vida e vida em abundância.

Um Feliz Natal para todos e os meus votos de encorajamento, de harmonia e de paz, para aqueles que neste exato momento estejam achando que não têm motivos para festeja-l

 

NATAL – Renascer do nada

 

Elen de Moraes

 

 

Deixo fluir o espírito do Natal,
Pra exorcizar a intensa melancolia
Que bate forte, no fundo do meu peito…
E deixo sair de mim todo esse mal,
Essa tristeza pelo que tive um dia,
Pelo sofrimento ainda não refeito…
 
Pela perda dos meus entes que partiram…


 

Deixo doer… Sangrar essa grande dor
Que embacia o brilho da minha alegria…
Na profusão de luzes incandescentes,
Eu quero, depois, quando possível for,
Mergulhar minh’alma, agora tão vazia…
E tão cheia de saudade dos ausentes,


 

Dos que estiveram comigo toda a vida.


 

Só assim posso encontrar algum lenitivo
Para aceitar minha crua realidade,
Para secar este meu pranto aflitivo,
Destravado na dor de tanta saudade…


 

Para não ceder à tristeza abominável
Que me rasga com seu afiado punhal,
Deixo-me submergir no imponderável…
Pra renascer, do nada, neste Natal!

 

Boas Festas!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Amigos,

Desejo-vos um Feliz Natal, uma festa de Ano Novo
bem alegre e em paz.
Que 2008 seja um ano de muitas realizações,
saúde, prosperidade e amor.
 
Beijo da amiga

Elen de Moraes

 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

6 Respostas to “NATAL – renascer do nada”

  1. helena Says:

    oi minha prima e amiga, sempre na minha lembrança mesmo distante. Muito lindo o que vc escreveu me emocionei muito. bjs da prima.Feliz ANO Novo!!!!!

  2. Helena Says:

    "Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente" (Carlos Drummond de Andrade)Que 2008 seja sempre diferente para melhor!Beijo, Helena

  3. Delete52Mitch Says:

    Espero que o novo ano é o melhor ainda! Muito amor e melhores votos de Alabama. Mitch

  4. Morgana Says:

    AmigaIrmã!Tentei mto deixar algo fiz e bem lindinho , mas nao consegui ….. então vou escrever mesmo!….rss
    Fico feliz em viajar aqui no seu espeço e ver/sentir/perceber que você continua a cada dia melhor e eu so posso dizer que sou muito grata por você deixar eu seu sua amigaIrmã!
    Te gosto de montão!Beijos e fique bem.
    Carmen

  5. Amiga.
    Como diz renascer do nada. Nadinha. Renascer é sempre de algo, mesmo sendo abstrato, ora bolas, ainda bem que tens um novo ano pela frente e quem sabe, poderá ser melhor, feliz, grandioso e com o amor batendo forte no seu C O R A Ç Ã O.

  6. Unknown Says:

    Wow Gold Wow EU Gold Wow US Gold WOW GOLD World Of Warcraft Gold World Of Warcraft Eve isk Eve online isk Guild Wars Gold Guild Wars Money GW GOLD Maplestory Runescape gold RF Online RF Online Dalant Tales of pirates wow gold Runescape RF online blog MMo blog Internet game guide wow gold Dofus EVE Online EverQuest II Final Fantasy XI Gaia Online Guild Wars Lineage II (US) MapleStory (US) RF online Scions Of Fate SilkRoad Star Wars Galaxies Tales Of Pirates The Lord Of The Rings Online (EU) The Lord Of The Rings Online (US) World of Warcraft (EU) World of Warcraft (US) Game forums Gaming 2Moons Age of Conan Anarchy Online ArchLord Cabal City of Hero City of Villains Dofus Dungeons&Dragons Online Eve Online EverQuest EverQuest II Final Fantasy XI Gaia online Guild Wars Knight online Lineage II Lord of the Rings Online Maple Story RF Online Runescape Scions of Fate shaiya Star Wars Galaxies World of Warcraft

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: