ONTEM, HOJE, AMANHA (Elen de Moraes)

 
 
 
 
Ontem
 
Elen de Moraes
 
Tu me trouxeste o amor
Nas asas, bem de mansinho
E me animaste a aceitar
As pedras do meu caminho.
 
Tu me ensinaste a importância
Dos minutos dos meus dias,
Deste-me provas que eu era
O bem que tu mais querias.
 
Tu vieste sem avisos,
Descerraste minhas portas
E espantaste a solidão
Das caladas horas mortas.
 
Tu te fizeste em carinhos
E mostraste que na vida
Tem mais valor um abraço
E a mão que é estendida…
 
Tu me levaste aos portais
De um lúbrico paraíso
E nos seus jardins suspensos,
Perdi contigo o juízo.
Nas passagens camufladas…
Abriste-me, par em par,
Suas fontes misteriosas
E, assim, aprendi te amar!
 

 
Hoje
 
 
Elen de Moraes
 
Tu és a minha razão
E ao mesmo tempo loucura,
O meu horizonte azul,
Meu soneto sem rasura.
 
Tu és meu centro e epicentro,
O meu ponto de largada
O norte da minha paixão,
Minha reta de chegada.
 
Tu, ininterruptamente,
Povoas, noites e dias,
Todos os meus pensamentos,
Também minhas poesias.
 

 
Amanhã
 
 
Elen de Moraes
 
Tu serás, pra todo sempre
Meu maior e melhor sonho
Etérea felicidade,
Miragem no meu deserto,
Oásis p’ra minha vida…
Nunca somente saudade!
 
Tu serás, eternamente,
Doce canção dos meus versos
A melodia que acalma,
O beijo leve do vento,
“o ruído do silêncio”,
Alma gêmea da minh’alma!
 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: